Carnes em alta temperatura aumentam risco de morte por câncer de mama

carne-assada

Carnes assadas ou grelhadas em alta temperatura aumentam risco de morte por câncer de mama

Há algum tempo pesquisadores discutem a relação entre o consumo de carnes assadas, grelhadas ou defumadas, e o aumento do risco de uma mulher desenvolver câncer de mama. Porém, um novo estudo, realizado por cientistas da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, concluiu que o consumo dessas carnes não só aumenta o risco de uma muher ter a doença, como também eleva o risco de morte naquelas que já tiveram câncer de mama. As descobertas foram publicadas no Journal of the National Cancer Institute.

De acordo com os pesquisadores, os métodos de cozimento dessas carnes – quando ultrapassam os 148 °C – podem levar à produção de hidrocarbonetos aromáticos policíclicos, compostos encontrados na comida queimada, e de aminas heterocíclicas, substâncias químicas que podem provocar alterações no DNA, elevando o risco de câncer. A fumaça produzida no processo de cozimento pode se aderir à superfície da carne, contaminando-a e tornando-a potencialmente cancerígena. Essas substâncias não são encontradas em quantidades significativas em alimentos que não sejam cozidos em altas temperaturas.

Os autores do estudo observaram, durante 20 anos, cerca de 1.500 mulheres com diagnóstico de câncer que consumiam rotineiramente carnes diversas (vaca, porco, vitela, cabra e cavalo) assadas na grelha.

No final do estudo, 597 haviam morrido, e em 40% dos casos a morte foi em consequência do próprio câncer. As conclusões finais apontaram que as mulheres que apresentavam consumo excessivo de carne cozida na grelha tiveram um risco 23% maior de morrer de câncer e 17% de morrer por outras causas, em comparação com as mulheres que consumiam pequenas quantidades de carnes grelhadas.

Mas, não é preciso deixar de consumir carnes assadas ou grelhadas para manter a saúde em dia. Segundo os pesquisadores, basta seguir algumas recomendações:

– Evite a exposição direta da carne a uma chama ou a uma superfície de metal quente durante um período de tempo prolongado.

– Cozinhe a carne antes de assá-la, reduzindo assim o tempo em que ela fica em contato com o calor elevado.

– Uma vez na grelha, vire a carne várias vezes e a deixe longe do fogo do carvão.

– Se a carne estiver congelada, retire-a do congelador bem antes de usá-la para reduzir o tempo de cozimento.