Exercício reduz risco de doença cardíaca

img05

Exercício reduz risco de doença cardíaca em mulheres com câncer de mama em estágio inicial

Que a prática de atividades físicas traz vários benefícios para qualquer pessoa, em qualquer idade, não é novidade. Além de manter a saúde em dia, praticar exercícios regularmente pode evitar uma série de doenças, entre elas o câncer de mama. A novidade agora é trazida por um estudo publicado no Journal of Clinical Oncology que mostra que mulheres com câncer de mama em estágio inicial podem ter menos riscos de desenvolver uma doença cardíaca se praticarem atividades físicas regularmente.

Para quem está em tratamento, os efeitos indesejáveis das cirurgias, dos medicamentos, da radioterapia e quimioterapia são conhecidos. Apesar de trazerem resultados positivos no combate à doença, existem algumas desvantagens associadas a esses tratamentos, e uma delas é o dano que os medicamentos podem causar ao coração.

Segundo os dados da pesquisa, a doença cardíaca é a principal causa de morte entre as mulheres que foram diagnosticadas com câncer de mama em estágio inicial.

A boa notícia é que a atividade física pode reverter esse quadro e trazer vários benefícios para quem está em tratamento. Basta praticar exercícios moderados regularmente, como caminhar, correr, nadar ou andar de bicicleta. O importante é não ficar parada!

Os pesquisadores também descobriram que a prática regular de atividades físicas não diminui somente o risco de doenças cardíacas. Entre os benefícios estão a maior facilidade para manter um peso saudável, mais energia, ganho de massa muscular e força, ossos mais saudáveis, aumento da autoestima e diminuição do stress, melhoria da qualidade do sono, diminuição das chances de reincidência da doença e diminuição dos efeitos secundários do tratamento.

Embora possa ser difícil e desgastante para as mulheres que estão em tratamento praticar alguma atividade física, vale dedicar um tempo para isso – 9 horas por semana já são suficientes para começar a perceber os benefícios. A ideia não é exagerar, nem se cansar, por isso, dividir essa quantidade de horas em sessões de 20 ou 30 minutos diariamente pode ser o incentivo que estava faltando para incluir a atividade física na rotina.

Andar a pé, por exemplo, é uma ótima maneira de começar. Experimente andar 30 minutos antes de ir para o trabalho e 30 minutos na pausa para o almoço, ou no final do dia. Algumas pessoas, por exemplo, se utilizam o carro para ir ao trabalho, podem estacionar um pouco mais distante do que o habitual para poderem caminhar. Outra dica saudável é convidar um amigo ou colega para caminhar junto. Isso ajuda tanto a saúde física quanto a mental. Aos poucos esses novos hábitos se tornarão rotina e você vai começar a usufruir de muitos benefícios!