Novas possibilidades para o tratamento do câncer de mama

img29

Novas possibilidades para o tratamento do câncer de mama

Um estudo apresentado recentemente na Conferência Europeia de Câncer de Mama, na Holanda, deixou a comunidade médica animada. A pesquisa mostrou que a combinação de dois medicamentos, trastuzumab e lapatinib, administrados antes da cirurgia de remoção de um dos tipos de câncer de mama mais agressivos, o HER2, pode reduzir ou até mesmo eliminar o tumor em 11 dias.

Os pesquisadores examinaram 257 mulheres diagnosticadas com a doença e que aguardavam para fazer a cirurgia de retirada do tumor antes de começar a quimioterapia.

Inicialmente, os cientistas queriam testar a nova combinação de medicamentos para medir sua efetividade no combate às células cancerosas. No entanto, eles não imaginariam que essa combinação se mostraria tão potente ao ponto de alguns tumores serem destruídos antes mesmo da cirurgia.

Para os testes, as pacientes foram divididas em três grupos: o primeiro não tomou nenhuma das substâncias; já o segundo recebeu o trastuzumab, receitado normalmente durante um ano após a cirurgia; e o último grupo recebeu a combinação do trastuzumab com o lapatinib.

O estudo, desenvolvido pelo Cancer Research UK, na Inglaterra, descobriu que de 66 mulheres que tomaram a combinação das substâncias, 87% tiveram uma resposta imediata na redução das células cancerosas. Já 28% tiveram uma redução mais significativa do tumor. E, em 11% das que receberam a combinação das drogas, o tumor desapareceu completamente.

De acordo com os cientistas, ainda não se sabe qual mecanismo da combinação das duas drogas foi responsável pelos resultados. E, embora as descobertas sejam bastante animadoras, os pesquisadores afirmam que ainda serão necessários mais estudos para comprovar a eficácia do experimento.