Uso de tinturas e cremes relaxantes nos cabelos pode aumentar riscos do câncer de mama

tintura

O risco de desenvolver câncer de mama está relacionado a uma série de fatores. Alguns não podem ser controlados, como o envelhecimento, a genética e a idade da primeira menstruação. Outros estão ligados à falta de atividade física, ao consumo de álcool, à alimentação, ao uso de pílulas anticoncepcionais e a algumas terapias de reposição hormonal.

Mas, uma pesquisa realizada na Universidade Rutgers, em Nova Jersei, nos Estados Unidos, acrescentou mais um item a essa lista. Segundo o estudo, publicado na revista científica Carcinogenesis, o uso de certos produtos capilares, como relaxantes e tinturas, aumenta as chances de uma mulher desenvolver câncer de mama. O estudo também aponta que esses produtos podem ter efeitos diferentes em mulheres negras e brancas.

As mulheres negras que fizeram uso de tinturas escuras apresentaram maior risco de câncer de mama, enquanto relaxantes químicos e alisadores aumentaram as chances da doença nas mulheres brancas. O uso de tinturas escuras por mulheres negras foi associado a um aumento de 51% no risco da doença, e para as mulheres brancas que usaram relaxantes químicos esse número subiu para 74%.

Foram analisados dados de mais de 4 mil mulheres, entre 20 e 75 anos de idade. A pesquisa levou em consideração informações como antecedentes sociais e econômicos, histórico de saúde pessoal e familiar, uso de hormônios, história reprodutiva, prática de atividade física, consumo de álcool, tabagismo, uso de vitaminas e uso de produtos para os cabelos.

A relação entre câncer de mama e o uso de produtos capilares pode estar associada a danos no DNA ou na absorção corporal das substâncias que esses produtos contêm. Mas a prevenção é sempre a maneira mais segura de manter a saúde em dia, por isso, em caso de dúvida sobre qualquer assunto, procure seu médico. E não esqueça de realizar o autoexame das mamas e os exames de triagem com a frequência determinada pelo médico.