Jejum noturno pode ajudar a reduzir risco de câncer de mama

img03

Jejum noturno pode ajudar a reduzir risco de câncer de mama

Muito se fala em como uma dieta saudável pode evitar o surgimento do câncer de mama, mas pouco se esclarece sobre quando as pessoas devem comer. O jejum noturno tem sido associado a muitos benefícios para a saúde, como a normalização dos níveis de insulina, a produção do hormônio do crescimento e a redução de triglicérides.

Agora, uma pesquisa realizada pela Universidade da Califórnia e publicada na revista científica JAMA Oncology mostrou que o jejum noturno prolongado também pode diminuir as chances de o câncer de mama voltar após o tratamento inicial.

Segundo esse estudo, mulheres que jejuaram por menos de 13 horas por noite tiveram um risco 36% maior de recorrência do câncer de mama, em comparação com aquelas que jejuaram durante 13 horas ou mais. Quanto maior o tempo entre a última refeição da noite e a primeira da manhã, melhor será regulado o açúcar no sangue e menor o risco da doença.

Além do efeito positivo sobre a recorrência do câncer de mama, o jejum também pode ajudar a reduzir o risco de diabetes tipo 2. Isso porque, a cada duas horas adicionais de jejum, o nível de açúcar no sangue diminui.

Mas, embora o jejum prolongado seja aparentemente inofensivo, ainda é preciso que mais estudos sejam realizados antes de indicar às mulheres que elas passem horas sem comer para evitar a volta da doença, principalmente no caso de pacientes que já tiveram perda de peso significativa.

Fica a dica: além de investir em uma dieta saudável, com o consumo de frutas, legumes e verduras, fique atenta também ao horário em que você come, pois isso pode evitar uma série de doenças, inclusive o câncer.